quarta-feira, 6 de maio de 2015

Soneto

Quase não atendi
Quase desliguei
Quase perdoei...

Agora está tudo bem
Sem choro, sem vela
Sem dor e sem morte..

Do lado de cá meu peito ainda aperta
Meu riso ainda chora
E a minha voz.. 
Essa ainda não sai.

Ofensas gratuitas, desculpas fingidas
Um lixo quando revirado só aumenta o mau cheiro
Um bicho feroz quando cutucado tende a reagir

E o amor ainda prevalece..

Resultado de imagem para amor so

Nenhum comentário: