sábado, 2 de maio de 2015

Ficantes...

Ficar é leve, necessariamente. Um ato de carinho destituído de drama. Na ausência de um futuro glorioso, ou de um passado que nos ligue e magoe, podemos ser nós mesmos, sem complicações. O compromisso é a simplicidade. O beijo sem pressa, o sexo sem lágrimas, a conversa sem recriminações. Pela manhã, alguém se levanta e sai discretamente, sem fazer barulho, talvez deixando um bilhete sobre a mesa: “Foi bom”.



Ivan Martins.

Nenhum comentário: