segunda-feira, 13 de agosto de 2012

palavras turvas....

E numa estrada dessas qualquer,
 encontro tua sombra,
 descanso meus pés cansados das longas caminhadas,
me deito em teu corpo que me abriga,
sinto teus braços protetores,
e me livro de todos minhas dores,
dessabores,
desilusões.

Minha alma sozinha,
desnuda,
perseguida por amores tortos,
cruéis,
seria eu merecedora ?
teria eu mesma feito tais escolhas?

As vezes sinto que a solidão
é a grande vilã das más 
decisões,
por carência,
baixo alta estima....

é ruim
ver que perde-se tanto tempo
tentando agradar,
estimar,
valorizar...

vida feliz?
vc vive?

sou feliz com pequenas coisas,
gestos, sorrisos,
palavras inteligentes e carinhosas,
é mais fácil agradar uma mulher
do que se pode imaginar...

conto de fadas
simplesmente não existe.


Elas

Nenhum comentário: