quarta-feira, 4 de julho de 2012

Café

O benefício observado do café não foi enorme – uma taxa de
 mortalidade de 10 a 15 por cento menor do que entre abstêmios. Mas as descobertas são certamente reconfortantes e, considerando quantas pessoas bebem café, o número de vidas afetadas pode ser bastante amplo.






Em décadas passadas, especialistas advertiam repetidamente que o hábito do café poderia prejudicar a saúde e encurtar sua vida. E de fato, segundo o novo estudo, quando os dados eram ajustados penas por idade, o risco de morte era maior entre os bebedores de café.
Mas quando os pesquisadores consideravam outras características ligadas à saúde, como o cigarro, o consumo de álcool e de carne, atividades físicas e índice de massa corporal, os bebedores de café viviam por mais tempo.
'Os bebedores de café não devem se preocupar', afirmou Neal Freedman, epidemiologista do National Cancer Institute que dirigiu o estudo. 'Seu risco é bastante semelhante ao dos que não consomem a bebida.'



ReutersMSN

Nenhum comentário: