quarta-feira, 13 de junho de 2012

Mulher Fatal



Costumo assistir um programa no Discovery Channel, com o nome de Mulheres Assassinas, assisto sem susto, e é impressionante vê até onde vai a mente humana.
Durante toda a semana após a confissão de Elize, as bancas de jornais ornamentaram-se como bandeirinhas de São João a capa da revista Veja, de longe se vê o rosto ¨angelical ¨da moça.
Foi vendo essa imagem diariamente, que tirei minhas conclusões e decidi
postar.
Bem,
não seria mais tranquilo se ele que parecia estar tão envolvido com a outra mulher que apareçe no vídeo, resolvesse assumir, divorciar-se da então esposa? sei que é fácil julgar, mais acho que como ele, existem milhares, homens sem coragem, sem respeito aos outros e aos seus sentimentos, conheço alguns, que por falta de um monte de coisas, preferem trair, mentir,enganar, em vez de simplesmete assumir.
Ter coragem, a  maioria das mulheres possui esta postura, a própria Elize mesmo motivada pelo medo, desespero, teve coragem de partir o marido e colocar as partes em sacos.
Pelas reportagens que vimos na tv, me pareçe que, na noite do acontecido, ela o aborda com o video feito pelo detetive, ele a insulta, bate, xinga, ela não esita e atira com a arma que o proprio deu de ¨presente ¨e que presente!
Imaginemos:
Ele chega em casa, e fala respeitosamente com Elize que, conheçeu outra mulher, está envolvido e pensa em assumir a tal pessoa, diz tambem que fará tudo para deixa-la amparada com sua filha, dizer que ela mereçe ser feliz com outra pessoa, pedir desculpas, não pode evitar, foi mais forte que ele,  ser sincero. ela talvez entendesse, a sensação de ficar amparada com  a
filha sem que nada faltasse para ambas, deixaria as coisas mais leves, mas ele preferiu insultar a esposa que já se sentia ferida pela traição, bate, quem suporta um tapa no meio da cara? o ódio vai te dominando de uma tal forma que te cega.


Defendendo? eu? nãaaooo !!!
nada justifica a ação totalmente fria, brutal, animalesca em que ela agiu.
só que somos livres para expressar,
todos sabem  que tudo poderia ser de maneira diferente,
erros? os dois erraram de formas diferentes,
ele traiu, ( a traição não me surpreende) os homens traem mesmo, assim como as mulheres, cada um vai a procura do que lhe faz feliz.
É mais inaceitável a forma como ele a tratou, jogando na cara tudo que ele já sabia quando casou-se com ela, prostituta, pobre....as palavras torturam,
magoam, infernizam a mente já insana, o ódio se apodera dos pensamentos, e a ira fáz o resto.
ele errou
ela errou, e a justiça se fará !


Sou uma simples expectadora dos fatos, senti-me penalizada, não chocada,
senti desejo em me expressar, e só.
não estou aqui julgando ninguém, não é o propósito! só precisava falar.




Lúciah Andrade.

Nenhum comentário: