quarta-feira, 18 de abril de 2012

gostar por gostar

Derrepente, um olhar,
um desejo, um querer....
assim, simplesmente,
não há muito o que dizer,
as almas se entrelaçam,
então se torna um vício...
aconchego, carinho,
já não se pode ficar longe,
beijos, suados, molhados...
entrega, busca, vazio, solidão...
como viver sem tua presença?
como esquecer nossas tardes?
nossas noites?



                                                   Lúciah Andrade.


Nenhum comentário: