sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Se viesse a felicidade que espero, saberia eu percebe-la?

           
Me considero uma pessoa de sorte. tenho meus pais que sempre me dão a mão e me socorrem, ainda posso contar com eles...
Meus irmãos, sempre carinhosos comigo..
Tenho amigos tímidos, mais pessoas boas ao meu redor...
Tenho um bom emprego, quando as filas de desempregados estão quilométricas...
Tenho filhos que me entendem, respeitam e sinto que me amam...
Então, não me queixo...

É claro que, como todos, já sofri, chorei por alguem...
mais...passou.


Hoje já não me permito passar novamente por crises de paixão, já não me rasgo em convulsões a beira de um abismo...

Tenho conseguido juntar meus cacos, um a um, colando com cuidado, cada qual em seu lugar.


                                                                   Lúciah.

Nenhum comentário: