quinta-feira, 2 de junho de 2011

Me limitei a te esperar...

Por carência?
solidão?
O que me prende a você?
entre nós só essa ausência, que sufoca...
essa falta de páz,
essa falta sem fim,
essa paixão em mim...


Essa expectativa,
esse silêncio...
Nada sei da sua vinda
nem de seus atalhos...
horas e dias de incertezas.


Só queria sumir com meus medos,
sumir com minhas angústias,
sumir com essa saudade...





                Lúciah.

Nenhum comentário: