terça-feira, 10 de maio de 2011

Manhã de chuva.


Manhã de chuva, mais um dia, levantei preguiçosamente...quarto escurinhoo..bom demais.
Me arrastei ao box para tomar um banho bem quentinho, adooroo.
Na metade de minhas ornamentações, fui surpreendida pela falta de luz, que pelos gritos da garotada da escola ( tem uma escola Municipal em minha rua ) deve ter sido em toda a rua.
Procurei um ponto de lúz natural em casa, na cozinhaa!!!!
Mal deu para passar um lápis, rímel e olhe lá !!! Coloquei meu blazer e saí, desci apressadamente a minha rua, chovia um pouco, mais achei desnecessário o uso do guarda chuvas, não abri.
Coloquei meus fones e começei a ouvir muito alto uma boa música, acho que era Natirutes...ainda vou achar a música para pôr aqui, adorei.
A chuva que a essa altura apertava, batia em meu rosto e pingava em gotas, senti nostalgia, senti falta, senti saudade, em fim , chorei, chorei disfarçadamente, a dor maior estava dentro de mim.

                                               Lúciah.

Nenhum comentário: