quarta-feira, 30 de março de 2011

À perigoo????

Ultimamente  até o simples ato de passar cremes nas mãos, mexe comigo, de uma forma positivaa!!!
Qualquer carinho que eu tenha comigo mesma é de suma importância, nessa fase de quietude.
Não quero passar a imagem de uma mulher problemática e extremamente carente, não !  eu estou bem, tá tudo bem ! O problema é que só escrevo o que realmente sinto.
Atualmente estou só, só isso ! Acho até que um dia teria que passar por isso, para fazer um balanço ! está sendo bacana para meu amadurecimento.


Esse fim de semana, estava meia tristinha, até que mesmo no pc resolvi ligar a tv, começei a ouvir a narração de um jogo do campeonato carioca, flamengo e madureira, não sei...ao ouvir a vóz do narrador, muitas lembranças começaram a rondar minha mente.
Cenas das quais não pretendo viver mais...
*Esperar o cara chegar do trabalho corrido, sentar no sofá e esperar que vc sirva seu almoço, que com certeza precisa está pronto!!!
*Enquanto ele almoça, vc arma a tábua para passar as inúmeras blusas, calças, meias, cuecas e etc...
*Viver no fogão, na tábua, no tanque ou máquina, (como queira!)
Sabe, não estou reclamando disso, até por muito tempo fui criada para isso, queria muito tudo isso !!! até pq quando gostamos de alguém fazemos tudo com muito carinho... Vidinha de Amélia .
O problema é a rotina, ela acaba comigo, nem meus móveis ficam sempre na mesma posição !!! 
Então, esse fim de semana consegui ver com outros olhos minha separação (mais uma!) acho que realmente foi a melhor atitude que tomei, assim, cada um na sua, e com possibilidades de procurar ser feliz. Cada dia que passa, é mais um dia vitorioso, minha vó dizia que o costume é rotineiro em uma relação e nos confunde, ou seja, as vezes não é amor ou paixão e sim costume!! costumamos com o cheiro, a vóz, o jeito de ser da pessoa, o dia a dia, até as brigas e implicâncias, puro costume.
Pra terminar não estou à perigo, aindaa!!! tenho amor e respeito por mim mesma, não corro o risco de me aventurar em um sexo casual, nunca fui disso, mais não condeno, cada um na sua.


                                                Lúciah.




Nenhum comentário: